NAMING: o que um bom nome deve ter
September 15, 2017

NAMING: o que um bom nome deve ter

Quais são as características que fazem um bom nome em comunicação e marketing?

Existem de facto algumas características que ajudam e orientam na escolha de um nome eficaz e que se transforma com mais facilidade num activo de comunicação de uma empresa, marca ou serviço. Dada a importância estratégica do nome e de todas as actividades de comunicação e marketing que essa mesma escolha afeta, partilho convosco alguns dos aspectos que considero mais importantes a ter em conta, no momento da escolha do nome (naming).

  • Ser diferente
  • Ser curto (de preferência até três sílabas) e de fácil memorização (ex: Olá);
  • Ser simples e fácil de pronunciar, se for o caso, tb a nível internacional (ex: Nokia);
  • Sugerir o produto/serviço (ex: Swatch, Telecel);
  • Sugerir um atributo/benefício do produto e/ou posicionamento da marca (ex: Head&Shoulderspara champô anti-caspa; Diehard para baterias de automóveis; Compaq para computador “compacto”);
  • Despertar emoções e sentimentos no consumidor (ex: Obsession para perfume; Caress para sabonete);
  • Não ter conotações indesejáveis (ex: marca de vinho BSE, sofre influência da crise das “vacas loucas”, a doença da BSE);
  • Disponível e defensável juridicamente (ex: Cola não estaria disponível nem seria defensável, mas Pepsi-Cola já foi).

Qual a importância do Nome numa Marca?

  • O nome é o indicador inicial da marca, sendo a base para os esforços de comunicação e criação de notoriedade;
  • O nome pode gerar associações importantes que servem para descrever a marca;
  • O nome é muito mais permanente que a maioria dos elementos do marketing (preço, produto, comunicação, distribuição).

Author
Paulo Taveira

CEO da Designarte